França

A Sainte-Chapelle em Paris: uma igreja gótica medieval e obra-prima de vitrais

fevereiro 10, 2017,2 Comments

Drawing Dreaming - guia de visita da Sainte-Chapelle em Paris
Não sei se o mesmo já vos terá acontecido, mas por vezes os pontos altos das minhas fugas culturais são os pequenos segredos escondidos à espera de serem descobertos.
Recuemos no tempo até 2014 em que, meros meses depois de ter chegado a França, dou por mim a navegar por Paris de mapa na mão à procura de algo que corresponda minimamente com a descrição do monumento que decidi visitar. Nesta altura ainda não conheço Paris como a palma da minha mão, mas recordo-me de já ter passado nesta zona várias vezes e decido verficar se estou na rua correcta. Já estava quase a dar-me por perdida até finalmente ver uma placa que me indica o meu destino: a tão aclamada Sainte-Chapelle.



Drawing Dreaming - guia de visita da Sainte-Chapelle em Paris

Ao ver um pináculo que se ergue sobre os céus de Paris, decido aproximar-me e finalmente compreendo o motivo da minha confusão: a poucos passos da famosa Catedral Notre-Dame, esta igreja está na realidade escondida dentro do Palácio de Justiça!
Esta obra-prima do gótico francês do século XIII foi um meio engenhoso que o rei Louis IX encontrou para unir o povo francês sob o seu governo e de o convencer de que era de facto o rei ungido por Deus: a sua construção teve como objecto abrigar a colecção real de relíquias religiosas, a qual incluía a coroa de espinhos supostamente usada por Cristo na cruz.
Na Paris medieval, a Sainte-Chapelle era um dos edifícios mais altos e podia ser facilmente vista a partir de vários pontos da cidade. A sua decoração exterior concentra-se sobretudo no topo, onde há espigões que alternam com pináculos em torno de todo o edifício, formando uma espécie de coroa (o que combina com a sua função enquanto depósito da relíquia da coroa de espinhos).
Visitei a Sainte-Chapelle pela primeira vez em 2014, mas acabaria por voltar no ano seguinte (e tantas outras vezes), já que foi neste que esta maravilha gótica do mundo medieval saiu de restauro após sete anos de trabalho meticuloso que envolveram a desmontagem das suas grandes janelas em pequenos painéis e a limpeza a laser dos vitrais das mesmas.

Drawing Dreaming - guia de visita da Sainte-Chapelle em Paris

Este edifício possui dois níveis, facto que se justifica pela existência de uma capela alta, à qual apenas o rei e os seus próximos tinha acesso, e de uma capela baixa, local de culto do pessoal do antigo palácio dos reis de França.
Aqui a surpresa fica mesmo para o fim, mas não é por isso que a entrada deixa de ser no mínimo apoteótica: no piso inferior, dei por mim a observar uma profusão de amarelos, vermelhos e azuis, a admirar alguns vitrais pontuais e a ver os detalhes de arcos abobadados intercalados com pinturas que mostram uma flor-de-lis dourada em fundo azul.

Drawing Dreaming - guia de visita da Sainte-Chapelle em Paris
Drawing Dreaming - guia de visita da Sainte-Chapelle em Paris

Ainda assim, foi na capela superior que encontrei a beleza maior desta igreja: para onde quer olhasse, o tecto alto e amplamente aberto fez com que o meu foco estivesse nas 15 altas e elegantes janelas que ostentam mais de 1000 vitrais que ilustram cenas bíblicas de ambos os testamentos. Das várias vezes que visitei a Sainte-Chapelle, algo que nunca deixou de me surpreender foi a forma como estes vitrais filtram a luz em diferentes cores dependendo da hora do dia.
Sim, numa cidade que tem tanto para visitar, não podem deixar de passar por esta igreja gótica medieval. Se originalmente na minha mente isto era sinónimo de uma arquitectura imponente e algo escura, de um passado pesado e primitivo, o que encontrei foi uma capela que, ainda que menor que a maioria das igrejas góticas, se revelou como sendo igualmente mais leve e bonita. Sem dúvida que a Sainte-Chapelle rompe com todos os clichés que se possa ter da arquitectura gótica e é por isso mesmo que representa tão bem o ponto alto nas conquistas técnicas da mesma.

informações práticas

Como chegar: De metro nas estações Cité (linha 4) ou Châtelet (linhas 1,7,11,14) ou de RER na estação Saint-Michel (linhas B e C).

Bilhetes: A entrada na Sainte-Chapelle custa 10€ (gratuito para jovens até 25 anos da União Europeia). Aconselho a que comprem o bilhete combinado com a Conciergerie por 15€, que não só vos permite poupar dinheiro como vos garante acesso sem filas a este monumento.

também são fãs de vitrais? quais os vitrais mais bonitos que já tiveram oportunidade de ver?

A ler também...

2 comentários:

  1. Acho que me perdi pelo teu blogue ao perceber que havia tantos artigos que gostaria de ler e reler!

    Ainda bem que te descobri por aqui, querida!!
    Beijinho, :) *

    ResponderEliminar